Portal IFNMG - IFNMG/Câmpus Pirapora e Polo de Inovação realizam primeira reunião da ação de Feira de Projetos Inovadores Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

IFNMG/Câmpus Pirapora e Polo de Inovação realizam primeira reunião da ação de Feira de Projetos Inovadores

Publicado: Terça, 25 de Março de 2014, 13h31 | Última atualização em Terça, 25 de Março de 2014, 13h31

Foto 01 20140325

Ontem, dia 24 de março/2014, aconteceu no IFNMG/Câmpus Pirapora, uma reunião, cujo tema foi competições de empreendedorismo, para se apresentar a proposta de realização de um Concurso de Projetos que será desenvolvido pelos Polos de Inovação/SECTES, juntamente com o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais/Câmpus Pirapora e sob a consultoria da Speed-e - especialista em competições de empreendedorismo.

Esta reunião faz parte da ação Feira de Projetos, coordenada pela Assessora em Inovação Aplicada dos Polos, Mariana Rocha e tem como objetivo mobilizar os Institutos Federais, parceiros da Plataforma Polos de Inovação, a participarem do universo das competições de projetos empreendedores que acontecem em todo Brasil. Como? Com a construção e a realização de concursos de projetos inovadores dentro dos Institutos Federais.

Foto 02 20140325

A Feira de Projetos acontecerá através de um cronograma, distribuído de Abril a Setembro/2014, com uma série de programações que fomentarão e subsidiarão o processo de surgimento e participação de “novas ideias” na Feira. “Conversamos hoje com discentes, coordenadores de Cursos, Direção de Ensino e sentimos que há um interesse muito grande do Câmpus Pirapora em participar desse projeto”, disse Mariana. Segundo ela, é fundamental que professores e alunos entendam que é possível treinar o olhar empreendedor para os projetos de pesquisa. Além disso, o potencial empreendedor pode ser identificado desde a fase do surgimento de uma ideia até um projeto mais consolidado. “Trabalhar com a geração de novas ideias é importante para que o aluno seja motivado a aplicar o conhecimento adquirido na sociedade. Mesmo quando elas não se transformam em projeto, há um ganho com isso, pois o aluno aprende o caminho das pedras. Daí em diante ele tem mais condições de não deixar morrer possíveis negócios”, explicou Juliana Saldanha, sócia fundadora da Speed-e.

Projeto Polos de Inovação

O projeto Plataforma Polos de Inovação – PPI, da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, e Ensino Superior (SECTES) - existe há cinco anos e tem como objetivo criar uma rede de inovação nas regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais. Suas ações estão voltadas para as cadeias produtivas do agronegócio, economia criativa, estímulo ao empreendedorismo, popularização da ciência, utilização da web 2.0 e interações com ensino superior e tecnológico. A estratégia da Plataforma Polos de Inovação envolve a articulação entre as instituições de ensino, as empresas, o governo e a sociedade civil organizada, buscando soluções para os gargalos tecnológicos existentes nessas regiões. Com isso, espera-se melhorar a qualidade de vida como também a geração de renda para milhares de pessoas que vivem nessas regiões. Para executar o trabalho a Plataforma conta com uma equipe central localizada na SECTES e equipes regionais distribuídas em oito cidades – Almenara, Araçuaí, Diamantina, Janaúba, Januária, Pirapora, Salinas e Teófilo Otoni.

Fim do conteúdo da página