Portal IFNMG - Encaminhado ao TCU, Relatório de Gestão do Exercício 2017 do IFNMG está disponível para consulta Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Encaminhado ao TCU, Relatório de Gestão do Exercício 2017 do IFNMG está disponível para consulta

Publicado: Quinta, 05 de Abril de 2018, 16h56 | Última atualização em Quarta, 11 de Abril de 2018, 08h10

O Relatório de Gestão é um documento apresentado aos órgãos de controle interno e externo como prestação de contas anual. Trata-se de um instrumento de transparência que permite que os órgãos de controle e a sociedade acompanhem de forma resumida todo trabalho desenvolvido no Instituto no ano anterior. Além de dados sobre a administração financeira e contábil, o relatório apresenta também indicadores do que foi realizado nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

O Relatório de Gestão do IFNMG ano 2017 e as Prestações de Contas do mesmo ano foram aprovados pelo Colégio de Dirigentes, na reunião do dia 20 de março, e pelo Conselho Superior, no dia 21 de março, e encaminhado ao Tribunal de Contas da União (TCU) no dia 02 de abril deste ano.  No Portal do IFNMG, já é possível acessá-lo. No Portal do IFNMG, já é possível acessá-lo.

Clique aqui para acessar a apresentação resumida do Relatório de Gestão 2017.

A comunidade interna e externa poderá verificar que o ano de 2017 não foi fácil. Apesar da crise econômica, que provocou cortes orçamentários na área da educação, o Instituto se desdobrou para continuar cumprindo com sua missão no Norte e Noroeste de Minas e nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, abrangendo mais de 170 municípios. Foi além e ampliou a quantidade e a qualidade dos serviços prestados à sociedade, aumentou o quadro de servidores, ofertou novos cursos, deu continuidade a obras de infraestrutura, entre outras medidas e conquistas.

O reitor José Ricardo Martins da Silva fez questão de destacar o quanto o IFNMG enfrentou com responsabilidade e comprometimento as dificuldades pelas quais o país passa. “O IFNMG não se apequenou. Pelo contrário, o Instituto se orgulha de atender aproximadamente 21.000 discentes, em 98 cursos, presenciais e a distância, em seus 11 campi e no CEAD. E para fazer tudo isso funcionar, o IFNMG tem a honra de possuir 1.371 servidores, dentre técnicos e professores, além de seus colaboradores eventuais, estagiários e bolsistas, a quem o Instituto só tem a agradecer pelos excelentes serviços prestados. O Relatório de Gestão é o registro de todo o esforço desta Instituição e foi elaborado por meio do trabalho coletivo de seus servidores”, informou o reitor.

O diretor-executivo do IFNMG, André Luis Rabelo Cardoso, também reconhece que foram grandes os esforços para que o IFNMG não se deixasse abater pela atual conjuntura econômica do país. “Não desanimamos. Buscamos alternativas para que continuássemos ofertando educação pública e de qualidade à nossa área de abrangência, que, ainda e infelizmente, é carente de grandes investimentos, sobretudo na área da educação. Por isso, o IFNMG continuará lutando para fazer a diferença na vida de tantas famílias que acreditam no poder transformador da educação”, afirmou o diretor.

Motivos para comemorar

Entre as medidas que a população poderá observar por meio do Relatório de Gestão, o Instituto modificou seu organograma, criando novas diretorias e secretarias e fazendo alterações em algumas pró-reitorias. O objetivo foi promover uma melhoria no atendimento ao público e a todos os campi.

A implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) também colaborou para aprimorar o trabalho no serviço público, pois promoveu mais agilidade, interação entre setores e economia, já que os processos não são mais tramitados em suporte físico, e sim, em meio digital. Falando em economia, no fim ano passado, a Reitoria mudou para um único prédio, o que reduziu despesas com aluguel.

Para a comunidade que está interessada em estudar no IFNMG, o relatório relembra os novos cursos aprovados. No Campus Diamantina, os novos cursos são Técnico em Biotecnologia (Concomitante/ Subsequente), Técnico Integrado em Informática e Técnico Integrado em Meio Ambiente. No Campus Araçuaí, o novo curso é Engenharia Agrícola e Ambiental. Em Teófilo Otoni, o curso Técnico Integrado em Meio Ambiente é a novidade. Em Januária, o novo curso é o superior de Sistemas de Informação.

O curso de Especialização Técnica de Nível Médio em Saúde do Idoso, do Campus Januária, e o curso Técnico em Edificações, do Campus Montes Claros, também foram aprovados em 2017 e há a previsão de abertura de vagas ainda neste ano.

O IFNMG também comemorou a oferta do curso de pós-graduação stricto sensu em Nutrição e Reprodução Animal do Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, já iniciado em agosto do ano passado, e a nota 4 recebida do Ministério da Educação (MEC), em sua primeira avaliação, nos seguintes cursos: Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Campus Almenara), Administração (Campi Araçuaí e Arinos) e Ciência da Computação e Engenharia Química (Campus Montes Claros).

Não faltam motivos para comemorar. Dez cursos superiores do IFNMG vão estrelar o Guia do Estudante neste ano. A publicação, que destaca as melhores universidades, contemplará o Instituto por meio dos seguintes cursos: Administração, Agronomia, Física e Matemática (Campus Januária); Administração (Campus Pirapora); Ciências Biológicas, Física, Matemática, Medicina Veterinária e Química (Campus Salinas).

E há muitas outras razões. No ano em que a Rede Federal completa dez anos, o IFNMG sabe que ainda tem muito a ser feito, mas o que já foi alcançado consolida a história do Instituto. O Relatório de Gestão também serve para ajudar a consolidar a trajetória do Instituto. Além de prestar contas, o documento é capaz de registrar e relatar o percurso do IFNMG por meio de números e informações que atestam o compromisso do Instituto em produzir, disseminar e aplicar o conhecimento tecnológico e acadêmico, para a formação cidadã, por meio do Ensino, da Pesquisa e da Extensão.

Leia o Relatório de Gestão do Exercício 2017 do IFNMG e conheça como o Instituto atuou no ano passado a fim de continuar contribuindo em prol do progresso socioeconômico local, regional e nacional.

Clique aqui para acessá-lo.

Fim do conteúdo da página