Portal IFNMG - Estudante do IFNMG-Campus Arinos é selecionado para o Programa Jovens Embaixadores Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Estudante do IFNMG-Campus Arinos é selecionado para o Programa Jovens Embaixadores

Publicado: Terça, 07 de Novembro de 2017, 17h14 | Última atualização em Quinta, 09 de Novembro de 2017, 19h16
Luiz Henrique Resende foi um dos selecionados para o Programa Jovens Embaixadores. Ele viaja para os Estados Unidos no dia 13 de janeiro de 2018
imagem sem descrição.

Um estudante de uma cidade pequena no noroeste de Minas Gerais nunca vai conseguir ser selecionado para o Programa Jovens Embaixadores. Informação errada! Luiz Henrique Soares Resende, 16 anos, de Arinos, conseguiu. Ele é um dos 50 selecionados para um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, de 13 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018. 

Aluno do 3º ano do curso Técnico em Agropecuária, Integrado ao Ensino Médio, no IFNMG-Campus Arinos, Luiz Henrique afirma que a conquista representa o resultado de muitos anos investidos em estudo de língua estrangeira e desenvolvimento de trabalho voluntário em projetos sociais. Sempre contou com o apoio incondicional da família e dos amigos, que nunca duvidaram de que conquistas como essa iriam chegar. Todos estão muito orgulhosos e felizes. Que o diga os pais, Ana Eliza Soares dos Santos Neta e Willegaignon Gonçalves de Resende. 

Para a mãe, não foi uma supresa a seleção do filho: "Essa conquista é um orgulho. E surpresa não foi, porque a gente sempre acreditou no potencial dele". O pai não discorda e destaca que essa vitória não é só do filho, mas de todos que torceram por ele. "Eu quero dividir esse troféu com o IFNMG, com os familiares e amigos", afirma Resende, que é servidor no Instituto, Campus Arinos. 

Exemplo 

Entre os critérios para ser selecionado, estavam: ter entre 15 e 18 anos; ter boa fluência oral e escrita em inglês; ser aluno do ensino médio na rede pública; pertencer à camada socioeconômica menos favorecida; ter excelente desempenho escolar; ter perfil de liderança, iniciativa e boa desenvoltura oral; estar engajado por pelo menos 1 ano em atividades de responsabilidade social/voluntariado. 

Para Willegaignon, ser voluntário é um dos diferenciais do filho, que sempre foi incentivado a contribuir em prol da sociedade. Inclusive, é isso que Luiz Henrique busca com o intercâmbio. "Espero poder conhecer uma nova cultura, um novo país, representar o norte-mineiro e o Brasil da melhor forma possível. E ao conhecer os projetos sociais aos quais serei apresentado, quero poder adaptá-los à realidade em que estou inserido", diz Luiz. 

De acordo com assessor da Assessoria de Relacões Internacionais do IFNMG, Lauro Sérgio Pereira, a conquista de Luiz Henrique serve como motivação para que outros jovens também se candidatem nas próximas edições do programa e para que os estudantes possam se preparar, estudando a língua inglesa e valorizando o trabalho voluntário. "Ter um aluno do IFNMG participando dessa edição do Jovens Embaixadores é importante para se ampliar a perspectiva de acordos e parcerias entre a nossa instituição e instituições estadunidenses, com o objetivo de se estimular a troca de experiências culturais e de conhecimento técnico-científico, bem como a cultura de paz", argumenta o assessor. 

Missão

Durante as três semanas, os intercambistas passarão pela capital dos EUA, Washington, D.C., e depois, em grupos embarcarão para diferentes cidades americanas, onde ficarão hospedados em casas de famílias voluntárias. Luiz Henrique vai participar de reuniões com autoridades do governo dos EUA, líderes de ONGs, visitará escolas e projetos sociais, participará de atividades de voluntariado e, como representante da juventude brasileira nos EUA, fará também apresentações sobre o Brasil, sua cultura e seu povo. 

No final da viagem, os intercambistas apresentarão um plano de ação na área de justiça social e voluntariado que será implementado em suas comunidades após o retorno ao Brasil. Todos os custos da viagem serão patrocinados pela Missão Diplomática dos EUA e parceiros públicos e privados.

Luiz Henrique nunca viajou de avião. O lugar mais longe de sua casa para onde já foi é Belo Horizonte. Com certeza, ele está ansioso. Não é pra menos. Mas para quem os sonhos não têm limite, a viagem só está começando.

 

Luiz Henrique com seus colegas do terceiro ano.

 Veja abaixo a entrevista. 

Fim do conteúdo da página