Portal IFNMG - IFNMG esteve presente na Primeira Reunião Ordinária do Fórum Regional Permanente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres dos Municípios do Baixo Jequitinhonha Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

IFNMG esteve presente na Primeira Reunião Ordinária do Fórum Regional Permanente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres dos Municípios do Baixo Jequitinhonha

Publicado: Terça, 24 de Outubro de 2017, 00h49 | Última atualização em Terça, 24 de Outubro de 2017, 08h34

As discussões realizadas no encontro mostraram que a temática está longe de encontrar caminhos com atalhos e fáceis de serem percorridos.

01

O Fórum, realizado no início de outubro, no auditório da Promotoria de Justiça de Almenara, contou com lideranças comunitárias, com a promotora do município de Almenara, com o IFNMG, representado pela figura da professora de Língua Portuguesa Virgínia Ávila e com funcionárias do serviço social. Questões de extrema relevância foram abordadas, destacadas a seguir.

A educação formal e familiar mostra-se alternativa para se lidar com as violências simbólicas que o gênero feminino sofre – historicamente - ao longo da vida, culminando em violências domésticas, físicas ou verbais. A justiça, nesse último caso, deve ser procurada, antes que incidentes mais graves ocorram. Ademais, toda a comunidade deve ser envolver com o tema, pois iniciativas individuais não modificam o triste cenário do Baixo Jequitinhonha.
O grupo de extensão Mulheres Mil, do IFNMG, vem a contribuir para se minimizar esse quadro, ao propor discussões semanais com alunos e alunas que estudam na instituição, no que toca à voz minoritária das mulheres, tanto na região, quanto na sociedade, em geral.

02

Professora Virgínia Ávila e sua participação no Fórum.

03

Discussão do grupo “Mulheres Mil”, grupo de extensão do IFNMG, coordenado pela professora Virgínia Ávila

Fim do conteúdo da página