Portal IFNMG - Acadêmico desenvolve sistema para auxiliar a preservação da Língua Indígena Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Publicado: Quinta, 12 de Fevereiro de 2015, 10h24 | Última atualização em Quinta, 12 de Fevereiro de 2015, 10h24

 TCC TADS

O concluinte do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistema (TADS), Dener G. Mendonça, aluno do IFNMG Câmpus Januária, sob orientação do Professor Claudio Alexandre Gusmão, desenvolveu um sistema para auxiliar a preservação da língua indígena.

Segundo o Documento Base (PROEJA - Indígena, 2007, p. 29), vivem hoje no Brasil, 215 povos indígenas que se diferenciam de muitas maneiras e geralmente são classificados segundo a sua filiação lingüística.

Para Rodrigues (2005, p. 01), no âmbito de um estado moderno, uma das maiores ameaças à sobrevivência das línguas de minorias étnicas é a ausência de informações sobre sua existência. Não havendo notícias da presença de uma dada língua no estado, nenhuma medida administrativa será tomada com respeito a sua preservação ou promoção e nenhum projeto de ação urgente será apoiado.

Com o recurso tecnológico proposto, o usuário poderá aprender a língua indígena à medida que a cataloga. Como resultado, as palavras indígenas, antes repassadas apenas verbalmente nas aldeias, estarão disponíveis em formato de texto, imagem e som. Conclui-se que o sistema permitirá o armazenamento do vocabulário indígena, contribuindo para a preservação e a transmissão dessas línguas, funcionando também como um material de consulta e utilização em atividades de alfabetização indígena.

Na plataforma, ainda é possível obter informações relevantes, como o tipo da Língua Indígena e o Povo Indígena, além de observações importantes sobre a palavra cadastrada entre outros dados.

O Trabalho de Conclusão de Curso do Aluno Dener G. Mendonça, consolida ainda mais o objetivo do IFNMG Câmpus Januária em promover o desenvolvimento social e humano.

O trabalho pode ser visualizado no endereço www.palavrasindigenas.com.br.

Fim do conteúdo da página