Portal IFNMG - Campus Araçuaí começa 2020 com novo prédio e com o Laboratório de Mineração e Mineralogia todo equipado e renovado Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Campus Araçuaí começa 2020 com novo prédio e com o Laboratório de Mineração e Mineralogia todo equipado e renovado

Publicado: Segunda, 30 de Dezembro de 2019, 13h46 | Última atualização em Segunda, 30 de Dezembro de 2019, 15h12

O IFNMG-Campus Araçuaí vai começar 2020 com novidades. Isso porque foi concluída a construção do novo prédio pedagógico, que possui 12 salas de aula e quatro instalações sanitárias, além de uma estrutura moderna, com quadros de vidro, projetores multimídia, bebedouros e climatizadores. E tem mais. O laboratório de mineralogia e tratamento de minérios também foi todo reformado e equipado.

O investimento total foi de R$ 2.946.416, 97 (dois milhões, novecentos e quarenta e seis, quatrocentos e dezesseis reais e noventa e sete centavos), sendo R$ 2.713.970,13 (dois milhões, setecentos e treze mil, novecentos e setenta reais e treze centavos) disponibilizados pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (CODEMGE/CODEMIG) para construção do prédio e reforma e compra dos equipamentos do laboratório de mineralogia e tratamento de minérios. O total de R$ 232.446, 84 (duzentos e trinta e dois mil, quatrocentos e quarenta e seis reais e oitenta e quatro centavos) foi proveniente de emenda parlamentar do deputado federal Reginaldo Lopes e de recursos do Instituto Federal para a compra da estrutura que compõe o novo prédio.

Foto 2 AraçuaíO laboratório de mineralogia e tratamento de minérios atenderá um novo curso no Campus Araçuaí, o curso Técnico em Mineração. A previsão é que até 2021 o curso seja ofertado. Enquanto isso, o laboratório estará aberto para atender outros cursos que possam usufruir do novo laboratório

Segundo Aécio Oliveira de Miranda, diretor-geral do Campus Araçuaí, a entrega do novo prédio pedagógico e dos laboratórios é uma grande conquista para a comunidade escolar do Campus Araçuaí e para a comunidade em geral. “Fruto de um importante processo de articulação que propiciou, mesmo em tempos de crise econômica, um grande investimento que garantirá novas possibilidades de oferta e maior qualidade nos serviços prestados. O investimento também propiciou a instalação de uma usina fotovoltaica que possibilitará a climatização das salas de aulas e salas administrativas sem grande impacto nos gastos com energia elétrica”, destaca o diretor-geral.

Em fevereiro acontecerá a inauguração oficial das novas instalações. Entre outras autoridades, está prevista a presença do deputado federal Reginaldo Lopes, que intermediou a parceria entre o IFNMG e a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (CODEMGE/CODEMIG).

Foto 3 AraçuaíO prédio foi construído com recursos provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Reginaldo Lopes e do Instituto Federal. São 12 salas de aula e quatro instalações sanitárias, além de uma estrutura moderna, com quadros de vidro, projetores multimídia, bebedouros e climatizadores

Novo curso no Campus Araçuaí

De acordo com o diretor de Ensino do Campus Araçuaí, Irã Pinheiro, o investimento da CODEMIG foi feito por meio de um termo de cooperação, que determinou que como contrapartida o Campus Araçuaí ofertasse o curso Técnico em Mineração.

“Esse curso consta no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) desde 2009. Agora, estamos construindo e desenvolvendo a proposta desse curso por meio de uma comissão. A previsão é que o curso seja ofertado entre 2020 e 2021. O objetivo é oportunizar formação de pessoal para atuar nos empreendimentos de pequeno, médio e grande porte na área de mineração”, esclarece o diretor de Ensino.

Para o reitor do IFNMG, José Ricardo Martins da Silva, a concretização das obras e a compra dos equipamentos só confirma a importância de parcerias em prol da área de abrangência do Instituto. “Buscar parcerias que também acreditam na missão institucional do IFNMG faz parte do nosso trabalho cotidiano. E a esses parceiros, como o deputado federal Reginaldo Lopes e a CODEMIG, temos muito a agradecer”, afirmou o reitor.

Uma demanda do Vale

O curso Técnico em Mineração vai ao encontro da demanda regional, já que o Médio Jequitinhonha, composto pelos municípios de Araçuaí, Berilo, Caraí, Chapada do Norte, Comercinho, Coronel Murta, Francisco Badaró, Itaobim, Itinga, Jenipapo de Minas, José Gonçalves de Minas, Medina, Padre Paraíso, Ponto dos Volantes e Virgem da Lapa, é reconhecido pelo potencial de exploração de minério.

Enquanto o curso técnico em mineração não for ofertado, o laboratório poderá ser utilizado pelos estudantes de outros cursos que tenham disciplinas que possam ser ainda mais aprofundadas no Laboratório de Mineração e Mineralogia. As salas de aula também poderão ser utilizadas.

Fim do conteúdo da página