Portal IFNMG - Pontos Turísticos de Diamantina Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Pontos Turísticos de Diamantina

Publicado: Quarta, 18 de Abril de 2018, 20h10 | Última atualização em Segunda, 30 de Abril de 2018, 18h40

mapa turistico diamantina

Ponto Turístico/Evento Data Horário Valor Endereço Descrição
Teatro Santa Isabel
(Exposição retratos)
segunda a sexta 8 às 12
14 às 17 hrs
gratuito Praça Dom Joaquim, 166 O Teatro Santa Izabel foi construído em 1841 e foi aberto ao público no ano seguinte. O objetivo da criação dessa casa de espetáculos era a de aplicar as verbas no hospital da cidade, a Santa Casa de Caridade. Em 1912, o Teatro foi derrubado em favor de um novo teatro e cinema edificado na antiga rua Tiradentes, atual rua Direita, No local onde existiu o teatro, na Cavalhada Velha, houve a construção, pela municipalidade e pelo governo de Minas Gerais, da Cadeia Pública, retirando-a da área central da cidade. Em 2007, foram iniciadas as obras de restauração do prédio e, em 2010, o Teatro Municipal Santa Izabel reabre suas portas.
Teatro Santa Isabel
Apresentação teatral
(grupo argumento)
19/mai a definir a definir
Casa da Chica terça a sábado 12 às 17 hrs gratuito Praça Lobo Mesquita, 266 O bonito solário foi residência da escrava Chica da Silva entre os anos de 1763 e 1771. A casa, que hoje funciona como sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Dentro do casarão é possível apreciar a coleção de quadros que retratam a rainha negra.
domingo 9 às 12 hrs
Casa da Glória segunda a sexta 8 às 18 hrs gratuito Rua da Glória, 297/298 Integrada por duas edificações dos séculos XVIII e XIX ligadas por um passadiço, já abrigou o colégio das irmãs vicentinas e hoje é sede do Instituto Casa da Glória, da UFMG.
Casa JK terça a sábado 8 às 17 hrs R$ 10,00 R. São Francisco, 241 Casa onde Juscelino Kubitschek, ex presidente do Brasil viveu sua infância e adolescência na Rua São Francisco. A construção é de pau a pique, técnica construtiva típica do século XVIII. A casa foi transformada em museu e os cômodos abrigam biblioteca, objetos pessoais, fotos e os violões usados pelo político para participar das serestas.
domingo 8 às 13 hrs R$ 10,00
Museu do Diamante terça a sábado 10 às 17 hrs gratuito Rua Direita, 14 O museu inaugurado nos anos 50 ocupa um casarão de 1749. O acervo reúne objetos dos séculos 17 a 19, como utensílios utilizados na mineração de diamantes, oratórios, armas, louças, obras de arte e mobiliário.
Seminário segunda a sexta 8 às 18 hrs gratuito Praça Sagrado Coração de Jesus, 11 Fundado por sua Ex.ª Rev.ma, senhor Dom João Antônio dos Santos, situado em um dos pontos mais belos da cidade, no largo Dom João. Em outubro de 1917, celebrou seu quinquagésimo aniversário.
Mercado Velho
Centro Cultural David Ribeiro
segunda a domingo aberto sempre gratuito Praça Barão do Guaicuí, 170 O local pertenceu originalmente ao tenente Joaquim Cassimiro Lages que, em 1835, edificou um prédio para sua moradia e, ao lado, um rancho destinado ao comércio de tropeiros. Entre 1881 e 1884 gouve a desarticulação do local em decorrência da crise da mineração. Em 1889, ocorreu a construção deste Mercado Municipal para melhorar o melhor da comercialização dos produtos na cidade, bem como para melhor organização e modernização da rede urbana.
Igreja Nossa Senhora do Carmo quarta a sábado 14 às 17 hrs R$ 3,00 R. do Carmo, s/n Erguida entre 1760 e 1784, a igreja tem uma característica curiosa – a torre fica nos fundos da construção. O interior guarda altar folheado a ouro e órgão de 549 tubos.
Catedral Metropolitana de Diamantina
Santo Antônio da Sé
segunda a domingo 8 às 18 hrs gratuito Praça da Matriz A atual Catedral foi construída entre 1932 e 1938, em substituição à antiga igreja de Santo Antônio do Tijuco (construída por volta de 1750 e demolida em 1932), que se localizava no mesmo espaço, mas posicionava-se voltada para à rua Direita. Desta antiga igreja, nota-se a presença dos altares laterais que remetem ao estilo barroco e algumas peças avulsas.
Igreja Nossa Senhora do Amparo quarta a sábado 8 às 12 hrs R$ 3,00 estudantes e R$ 5,00 visitantes Rua do Amparo A conclusão da construção da capela  data de 1776. Foi construída pela Irmandade dos Pardos do Arraial do Tijuco, possui altares trabalhados em estilo barroco-rococó, destacando-se o púlpito em forma de cálice e as imagens do século XVIII. Os trabalhos de acabamento e ornamentação são atribuídos ao pintor e irmão da ordem Silvestre de Almeida Lopes, tais como: a pintura, douramento da Capela e pintura dos dois altares do arco do cruzeiro (1796). Ao longo do século XIX passou por várias reformas, como a demolição da primitiva torre em 1813 que, por ser de pedra, causou danos à estrutura do edifício, sendo reedificada cinco anos depois.
Basílica Sagrado Coração de Jesus segunda a quinta 8 às 18 hrs gratuito Praça Sagrado Coração Jesus, 11 O projeto de construção da Basílica do Sagrado Coração de Jesus segue o estilo neogótico e foi elaborado pelo Pe. Júlio Clévelin, que já havia projetado a igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, no Caraça. A Basílica foi construída entre 1885 e 1890. O material de construção foram pedras de cantaria à vista existentes na região. Em 1920, a igreja foi elevada à categoria basílica.
Fim do conteúdo da página